Quadros decorativos: você sabe como iluminá-los?

É comum que muitas pessoas se esqueçam de tomar os devidos cuidados com a iluminação na hora de dispor os quadros decorativos pelas paredes. Escolher um local com a iluminação inadequada pode não dar o devido destaque que esperávamos para uma obra. Outro erro comum é o uso de uma iluminação inadequada, que pode distorcer as cores e ainda causar desconforto ao observador.

 

Existem alguns segredos quando o assunto é a iluminação que ajudam bastante. Confira agora alguns deles!

A escolha da luz

Existem vários tipos de lâmpadas diferentes no mercado e que podem ser utilizadas para a iluminação de obras de arte como os quadros decorativos. O tipo mais comum que encontramos são as lâmpadas incandescentes, que são mais baratas e possuem instalação simples. O problema é que esse tipo de lâmpada são as que mais distorcem as cores, além de terem uma vida útil relativamente curta.

Entre os tipos de lâmpadas mais indicadas estão as refletoras halógenas. Essas podem ser encontradas com facilidade em casas de materiais elétricos e são de simples instalação. Por ser uma fonte luminosa pequena e concentrada, é capaz de iluminar quadros a distâncias maiores sem distorcer as cores. A sua única desvantagem é o elevado consumo de energia.

No mercado também estão disponíveis lâmpadas refletoras eletrônicas (fluorescentes) e também as lâmpadas refletoras em LED. Essas, além de possuírem uma vida útil consideravelmente maior, também são bastante econômicas. Assim como as refletoras halógenas, elas também possuem a vantagem de não distorcer as cores das obras e por serem lâmpadas consideradas “frias”, não causam danos a pinturas com o passar do tempo.

Acessórios utilizados na iluminação de quadros

Assim como nos grandes museus e galerias de arte, o melhor tipo de acessório para se utilizar na iluminação direta dos quadros decorativos são os spots. Esses pequenos pontos de luz podem ser instalados e direcionados com muita facilidade e são encontrados em qualquer casa de material elétrico.

É possível utilizar um ou mais desses acessórios para direcionar a luz da maneira certa em direção aos quadros decorativos, criando assim o impacto visual único. Na hora de escolher um spot, lembre-se de buscar algo que combine com o seu projeto de decoração. Quem possui um teto rebaixado em gesso pode também utilizar os spots de embutir. Esses podem ser direcionados e são quase invisíveis depois de instalados.

Posicionamento da iluminação

Sempre instale os spots a uma distância em que a luz consiga iluminar toda a obra. Mas lembre-se: quanto mais longe o ponto de luz for instalado, maior será a área iluminada e menor será a intensidade da luz sobre a obra.

O posicionamento deve ser sempre em uma posição de 30 graus em relação à obra. No caso de quadros maiores, pode-se diminuir em mais cinco graus para evitar que se formem sombras indesejadas. Se a intenção for realçar a textura da obra, eleve o spot em cinco graus.

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *